Browse By

Resenha: Guerra Civil II #1

Guerra Civil

Agora sim a Guerra Civil II começa pra valer!!! Vamos conferir a resenha?

O Novo Inumano Ulysses está correndo pela floresta de Columbus aparentemente fugindo de algo ou de alguém. Ele cai, os seus perseguidores o alcançam e se revelam ser os Inumanos. Eles oferecem ajuda à ele.

Civil War II (2016-) 001-002-horz

Corta para Manhattan semanas depois, onde o grupo dos Novíssimos e Incomparáveis Vingadores composto pelo Homem de Ferro (Tony Pinga Stark), Homem-Aranha (Miles Morales), Capitão América (Sam Wilson), Nova (Sam Alexander) e Miss Marvel (Kamala Khan) estão se recuperando de uma sova, mas logo se reagrupam para encarar o inimigo da vez: um Celestial vermelho enormemente grande rodeado de outras versões menores dele mesmo.

Civil War II (2016-) 001-006

Os Vingadores partem pra cima dele e Tony diz que eles tem que continuar com o plano. Derrepentemente, o estrondo de um trovão anuncia a chegada da Thor e com ela estão… er… literalmente todo mundo. Em meio ao campo de batalha, a Capitã Marvel (Carol Danvers) e o Latinha se encontram. Não muito longe dali, Feiticeira Escarlate, Hellstrom, Doutor Vodu, Wiccano, Xamã e Magia liderados pelo Doutor Estranho empreendem um ataque coordenado que consegue enviar o Celestial de volta para a sua dimensão e selar a brecha para a Terra.

Civil War II (2016-) 001-008-horz

O grupo de Inumanos encabeçado pela Rainha Medusa se aproxima e ela diz ao Fera “Funcionou” – ao que ele responde “Fascinante”. O Nova pergunta quem deu a dica para a vitória enquanto O Capitão Rogers América orienta para que eles sigam para as ruas para ajudar com a limpeza. A Capitã e Tony confirmam que a ameaça foi eliminada. Ela diz que as bebidas são por conta dele e Tony responde que definitivamente as bebidas são por conta dele.

Civil War II (2016-) 001-012

Na noite seguinte, eles se reúnem na Torre Stark para as comemorações. Tony menciona o quão raro é eles terem uma vitória tão completa e propõe um brinde aos responsáveis por aquilo: os Inumanos. Nisso surge James Rhodes (aka Máquina de Combate) e ele e Tony ficam de viadagem mimimi sobre o traje de Rhodes estar meio defasado e de quanto custa para dar uma atualizada no mesmo (rola aquela batidinha de mão marota do Tony com o Fera). A Capitã, Jessica Drew (aka Mulher-Aranha) e Cristal (Alison Blaire aka Agente da S.H.I.E.D.) estão de mimimi quando Jennifer Walters (aka Mulher-Hulk) aparece e pergunta para a Capitã sobre como eles sabiam da ameaça e como combate-la. Ela responde que foram os Inumanos e Jennifer se mostra curiosa em saber como eles sabiam desses paranauês. Elas vão perguntar isso pra Medusa.

Civil War II (2016-) 001-013

Ela faz a pergunta e Tony diz que ia fazer a mesma pergunta. Medusa então os apresenta à Ulysses e diz que se eles querem agradecer a alguém, deveriam agradecer à ele. O Capitão Rogers pergunta como ele sabia o que ia acontecer.  Com a aprovação de Medusa, Ulysses fala de seu dom e revela que não sabe bem como descrevê-lo. Tony sugere que tragam a “pequena” Jean Grey. Capitas Rogers pergunta se essa é uma boa ideia por causa da treta dos X-Men com os Inumanos. Stark responde que aquilo é uma festa. A Jean novinha tenta ler a mente de Ulysses, mas acaba constatando que a mente do cara é como um sistema fechado e não pode ser lida.

Civil War II (2016-) 001-016

A Capitã pergunta se Ulysses está procurando emprego e se ele é exclusivamente dos Inumanos, pois ele seria muito útil na equipe dela, já que os Supremos estão especificamente procurando meios de impedir desastres antes que eles aconteçam. Tony fica bolado com isso e a Capitã pergunta qual é o problema nisso. Ele responde que ele é um Inumano que eles nunca viram, cuja a mente é um livro fechado e que pode mostrar “um” possível futuro e pergunta se isso é o bom o suficiente para ela. “Foi bom o suficiente para mim ontem” – ela responde. O mimimi moral e ético sobre o dom de Ulysses continua e Rhodes levanta a bola de que aquilo que o Ulysses viu não era um possível futuro, pois eles viram que ia acontecer. Tony rebate que não aconteceu por que eles impediram, portanto o futuro que eles viram era um futuro possível. A Capitã diz que se todos estão vivos no fim do dia, então aquilo era a coisa certa a se fazer. Tony pede que Ulysses conte a sua história e ele narra como a Névoa Terrígena o atingiu e que depois de emergir do seu casulo, ele passou à não apenas ter visões, mas também sentir… era também como estar lá… mas não apenas um lá, mas todos os “lás”. Ele conta que em meio à sua confusão e desorientação, a Família Real o acolheu e o ajudou a se concentrar e entender o seu dom.

Civil War II (2016-) 001-020-horz

Ele narra como Karnak o ensinou à quando estivesse tendo as visões, se acalmar, relaxar e olhar ao redor da visão e se concentrar nos detalhes. Ulysses conta que uma visão, viu a Terra destruída e que olhando ao redor, viu que dia era e quando ia acontecer… mas que nunca aconteceu graças à eles. Tony levanta a questão ética deles agirem baseados nesse dom… de impedir alguém de fazer algo antes mesmo dela pensar em fazê-lo. Ele argumenta que o perigo que enfrentaram foi moleza, pois era um inimigo comprovado… mas e se a próxima fosse sobre algum deles? “E se Ulysses nos disser que você é um perigo para o nosso futuro? Impedimos você antes de fazer mesmo sabendo que você nem imaginava que faria isso?”. (Enquanto o povo debate, o Aranha Parker aproveita pra fazer uma boquinha sempre que dá). A Capitã responde “Depende” e Tony rebate: “Do que?”. Ambas as perguntas ficam sem resposta e fica tudo por isso mesmo. Capitão Rogers e Rhodes agradecem aos Inumanos pelos serviços prestados. Fim de festa.

Civil War II (2016-) 001-022-horz

Corta para Nova Attilan, três semanas depois: Ulysses acorda gritando. Medusa vai ao seu quarto e o conforta. Os outros chegam e Ulysses diz que eles têm que chamar os Supremos. Corta para o laboratório do Tony, onde o próprio está brincando com Sexta-Feira (sua I.A.) de procurar a sua armadura com um novo modo furtivo. Nisso, surge Mary Jane Watson. Tony pergunta o que houve. Ela responde: “É Rhodey. Ele se foi.”. Corta para o Triskelion, o Quartel-General dos Supremos: Tony chega nervoso fazendo o famoso “pouso de super-herói” (entendedores entenderão) e é recebido pelo Pantera Negra e Maria Hill (aka Diretora da S.H.I.E.L.D.). Ele pergunta por Rhodes e eles o levam até ele. Há um corpo coberto numa mesa e o que sobrou da armadura do Máquina de Combate na outra.

Civil War II (2016-) 001-025-horzTony pergunta o que aconteceu e Hill responde que a Capitã Marvel havia reunido uma força-tarefa. Tony deixa ela e o Pantera falando sozinhos e procura pela Capitã. Ele a encontra sentada ao lado da cama da inconsciente Mulher-Hulk. Tony chocado pergunta como ela está e a Capitã responde que ela está viva, mas que eles não sabem se ela vai acordar ou andar de novo um dia. Ela diz que não podem ajuda-la por causa da sua biologia tão específica e única e que eles precisavam de Bruce Banner. Tony pergunta novamente o que aconteceu. Ela responde: “Thanos”. Ele pergunta se Thanos voltou pra Terra e se os atacou. “Não exatamente” – responde Hill.

Civil War II (2016-) 001-028O que a Capitã conta, aconteceu na edição Guerra Civil II (Free Comic Book Day) cuja o link está no início do post. Basicamente: Ulysses teve uma visão com Thanos botando pra fuder na Terra e os Inumanos procuraram os Supremos. Eles decidem encarar o Titã Louco e se fuderam. Tony abalado, diz que ela matou o seu melhor amigo. “Foi como se tivesse feito com suas próprias mãos” – ele diz. A Capitã responde que ele era um soldado, que ele foi para a batalha e que ele não era o único que o amava. Tony pergunta o que ele estava fazendo lá, já que não era da equipe dela. Ela responde que a missão surgiu, ele estava no local e se voluntariou. Tony diz que avisou à ela que isso ia acontecer. Ela responde que sente muito, mas diz que faria tudo de novo e que Rhodey também faria o mesmo e ele sabia disso.

Civil War II (2016-) 001-029

Tony pergunta onde eles prenderam Thanos e ela responde que ele está preso numa cela e que a missão foi cumprida. Tony sai da sal e o Pantera pergunta onde ele vai ao que ele responde: “Garantir que nenhum de vocês brinquem de Deus de novo”. A Capitã ameaça ir atrás dele, mas é impedida pela mão da Mulher-Hulk segurando a sua. Ela balbucia: “Lute por isso. É o nosso futuro, Carol. Não dele. Lute.”. Nisso, a Mulher-Hulk sofre uma parada cardíaca e os médicos tentam reanima-la, mesmo sabendo que eles não possuem equipamento apropriado para isso. “Onde está o especialista? Cadê o Doutor Banner?” – alguém pergunta. Não há resposta… há apenas o beep continuo anunciando que Jennifer Walters, a Mulher-Hulk está morta. E é o fim dessa edição.

Civil War II (2016-) 001-033-horz

Ufa!!! Vamos às analises começando pelo roteiro de Brian Michael Bendis: todos sabem como é o estilo do Bendis: muito papo para desenvolver a trama e como essa é uma edição com mais páginas que o normal, ele usou e abusou do espaço que tinha. No geral, ele fez um bom trabalho, procurando juntar os fatos e personagens que precedem essa primeira edição e dando o tom para o conflito futuro que se anuncia. Nota 6,5.

Civil War II (2016-) 001-035

A arte ficou por conta de David Marquez e as cores por Justin Ponsor. No conjunto da obra, eles mandaram bem, retratando os vários personagens que fazem parte da história de maneira bem fiel ao que estamos acostumados a ver em seus títulos próprios. Há várias páginas duplas com cenários enormes e com muitos personagens sendo mostrados, mas as proporções foram corretas e funcionaram a contento. Excelente o trabalho do colorista, que usou bem a sua palheta de cores nas cenas com muitos personagens diferentes, As cores dos uniformes nos ajudam à distinguir e diferenciar bem um personagem do outro. Nota 7,0.

Civil War II (2016-) 001-038

Bem… taí a resenha de Civil War II #1. Foi cansativo faze-la, mas tá aí. Certas coisas na trama parecem datadas, pois a gente já viu esses argumentos sendo usados em outras histórias. A questão principal abordada aqui e que deve dar o tom da “saga”, é a ética e moral em usar previsões de possíveis futuros e atos que podem ou não acontecer. De boa? Não é nada que já não tenhamos visto nas histórias do X-Men escritas pelo próprio Bendis… aí, fica parecendo tudo um pouco mais do mesmo. Há a adição do Inumanos na trama, pois a Marvel quer inserir e promover esses personagens de qualquer maneira. Mas aí, surge esse novo Inumano chamado Ulysses com o poder nada original de ver ou “sentir” o futuro… peraí!!! Onde é que eu já vi e li isso mesmo? Pois é… mais sensação de mais do mesmo. Essa edição tenta ser contundente e chocante, mostrando as “mortes” de Rhodes e da Mulher-Hulk. Morte do Rhodes? Nhé!!! Personagem bucha e de segundo escalão que sinceramente… não faz a menor falta. Já a morte da Mulher-Hulk, eu achei mais impactante, pois ao menos,  a personagem tem mais vínculos com os outros personagens do Universo Marvel e é bem mais interessante, de maior empatia e carisma com os leitores do que o Máquina de Combate. Um desdobramento interessante que a sua morte que pode gerar, é: ela é prima de quem mesmo, heim? Pois é… como será que Bruce Banner vai reagir à isso e como a morte de sua prima influenciará na sua eventual motivação no momento de uma inevitável escolha de lados? Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Até a próxima resenha e fiquem com algumas capas variantes:

E fiquem ligados no que vem por aí: